Seguro Náutico: navegue com mais segurança

Seguro Náutico: navegue com mais segurança

O mercado de seguros tem se expandido cada vez mais, oferecendo novas coberturas e ainda mais opções aos contratantes. Uma delas é o seguro náutico, destinado a embarcações e outros equipamentos náuticos, protegendo desde navios a jet skis.

Portanto, se você tem planos de comprar um veículo desse tipo e não sabe da importância da contratação de um seguro náutico, continue lendo este artigo!

O que é seguro náutico?

Bastante similar ao seguro automotivo, o seguro náutico é uma proteção oferecida às embarcações e aos passageiros. Com ele, você mantém seu veículo protegido e recebe indenização caso aconteça algum contratempo previsto na cobertura contratada.

A proteção pode abranger navios, barcos, iates, jet skis, veleiros e lanchas em todo o território nacional. Desse modo, é a melhor opção para que você navegue com tranquilidade e com a certeza de que será amparado em caso de imprevistos.

Por que contratar um seguro náutico?

Um dos principais motivos para a contratação deste seguro é que o DPEM (Seguro Obrigatório para Embarcações), instituído por Lei em 1991 (lei nº 8.374), não vem sendo cobrado nas fiscalizações nem para a emissão do Termo de Vistoria ou Certificado de Regularização do barco desde abril de 2016.

Por conta disso, é fundamental que você se previna e opte por outro meio de garantir a sua segurança e a de seu patrimônio em alto-mar. E o seguro náutico é a melhor opção!

Coberturas

Normalmente, as coberturas básicas incluem:

  • Roubo e furto qualificado
  • Perda total
  • Naufrágio
  • Queda de raio
  • Colisão
  • Incêndio
  • Encalhe ou varação 
  • Reembolso para assistência e salvamento da embarcação
  • Intempérie
  • Participação em competições de pesca
  • Fortuna do mar (acontecimentos causados por força maior em função do mar).

Dependendo da seguradora, essas coberturas são válidas apenas em litoral brasileiro.

No entanto, existem outras coberturas mais completas e que podem ser personalizadas de acordo com as suas necessidades:

  • Responsabilidade Civil, quando causados danos materiais e corporais a terceiros;
  • Remoção de destroços do casco e para terceiros – no caso de acidentes com o segurado;
  • Transporte Terrestre da Embarcação;
  • Roubo ou furto parcial de equipamentos fixos e não-fixos;
  • Extensão de limite de navegação – América do Sul, América do Central e Mundial.

O que é levado em consideração na contratação do seguro náutico?

Diversos fatores são levados em consideração na hora de contratar este seguro. São eles:

  • Tipo e valor da embarcação;
    • Material do casco;
    • Comprimento;
    • Ano de construção;
    • Propulsão;
    • Local de guarda (marina, garagem etc.);
    • Área de navegação.

Se você deseja contratar um seguro náutico, faça com uma corretora de confiança e que esteja apta a tirar todas as suas dúvidas. Entre em contato com a Financier que será um prazer ajudá-lo!

Saiba mais

Contate um de nossos especialistas

Monte um seguro feito especialmente para você!

Previdência privada: sua renda garantida após a aposentadoria

Previdência privada: sua renda garantida após a aposentadoria

A previdência privada é a melhor escolha para quem deseja ter uma quantia guardada para a aposentadoria e desfrutar da vida com tranquilidade. Normalmente, ela é contratada pelo próprio indivíduo como um complemento à aposentadoria oferecida pelo governo por meio do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Ela funciona como uma aplicação financeira que vai sendo feita ao longo do período de contrato e que pode ser resgatada futuramente. Se você deseja entender como funciona a previdência privada e os cuidados que devem ser tomados em sua contratação, veio ao lugar certo!

O que é previdência privada?

A previdência privada é uma aplicação financeira em que você escolhe a quantia que vai aplicar por mês ou ano, o tempo de aplicação e o prazo para resgate. Assim, o investidor tem maior liberdade do que na Previdência Social, que é obrigatória e tem alíquotas reguladas por lei.

A saber, a previdência privada pode ser PGBL ou VGBL. Em suma, elas diferem no que diz respeito à tributação e às deduções no Imposto de Renda. O regime de tributação também varia, podendo ser progressivo ou regressivo.

Também é importante saber que os fundos brasileiros de previdência privada estão sujeitos à fiscalização da Superintendência de Seguros Privados (Susep), do Ministério da Economia.

Como funciona?

Com a previdência privada, o investidor contribui com uma determinada quantia ao longo de sua vida para, futuramente, resgatar o valor acumulado junto aos rendimentos.

O cálculo da contribuição é feito por meio dos planos de previdência privada, que dão uma estimativa do valor e do tempo em que deve ser feito o pagamento para que o investidor receba a quantia desejada.

Além disso, há a possibilidade de escolher sacar o dinheiro de uma só vez ou retirá-lo como se fosse uma renda mensal.

PGBL x VGBL: qual a diferença?

Existem dois tipos de planos de previdência privada: PGBL e VGBL, que possuem valores, periodicidade e prazos diferentes. No entanto, a grande diferença entre eles é em relação à tributação.

Assim, entender o funcionamento de cada um é primordial para decidir de forma mais assertiva qual contratar.

Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL)

O PGBL é um tipo de plano que é deduzido do Imposto de Renda. Desse modo, ao declarar o IR, o investidor pode deduzir até 12% de sua renda tributável e, como consequência, ser menos tributado.  

Além disso, o IR incide sobre o valor total da aplicação. Ou seja, o valor aplicado somado com os rendimentos.

Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL)

O VGBL é o tipo de previdência privada mais comum no Brasil. Nele, os impostos incidem apenas sobre os rendimentos, porém, ele não garante dedução alguma do IR.

Qual é mais vantajoso?

Ao escolher pelo PGBL, o investidor deve pagar um imposto maior no final, mas tem uma cobrança menor durante o prazo de contrato.

Por outro lado, no VGBL, o imposto é menor no final, mas a carga tributária durante o contrato é maior.

A diferença entre essas formas de tributação é conhecida como tabela progressiva (PGBL) e tabela regressiva (VGBL).

É importante realizar uma análise tributária cuidadosa antes de optar pelo tipo de plano, de preferência com um profissional especializado.

Benefícios da previdência privada

– Possibilidade de escolha entre duas opções de tributação;

– Imposto de Renda é cobrado apenas no momento do resgate;

– No caso de morte do segurado, não há necessidade de inventário e o dinheiro é liberado para os herdeiros;

– Portabilidade para outros fundos de previdência sem custos adicionais;

– Maior liberdade de resgate;

– Opção de débito automático da conta do beneficiário.

 

Esperamos ter te ajudado com este artigo! Se você deseja investir em previdência privada e necessita de uma ajuda especializada, pode contar com a Financier! 😉

Saiba mais

Contate um de nossos especialistas

Monte um seguro feito especialmente para você!

Tudo que você precisa saber sobre planos de saúde

Tudo que você precisa saber sobre planos de saúde

Escolher um plano de saúde não é simples… Continue a leitura para tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto

Contratar um plano de saúde é a melhor escolha para quem deseja cuidar regularmente da saúde e não ser pego desprevenido em momentos de emergência. No entanto, ao pesquisar sobre as opções disponíveis, muitos se deparam com termos complicados e sentem dúvidas em relação à melhor opção. Pensando nisso, preparamos este material para esclarecer as principais questões em relação ao assunto.

O que é um plano de saúde?

Os planos de saúde são contratos feitos com empresas privadas que oferecem os serviços pré-estabelecidos pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Entre eles, estão incluídos consultas, exames, cirurgias, entre outros.

Além disso, essas operadoras possuem uma lista de hospitais credenciados, onde o cliente poderá ser atendido ao realizar o convênio médico. Geralmente, todas as operadoras oferecem serviços similares. A diferença, no entanto, está nas coberturas extras. A variação do preço ocorre justamente por conta desses adicionais e da qualidade dos hospitais e laboratórios onde o beneficiário será atendido.

Cobertura

Existem diversos tipos de coberturas de planos de saúde. A ambulatorial, por exemplo, cobre apenas consultas, enquanto a ambulatorial hospitalar, consultas e internações.

Uma escolha importante é em relação às acomodações, que podem ser compartilhadas ou individuais. Outro ponto é a abrangência do seu plano, que pode ser nacional, regional ou municipal, cobrindo municípios de sua escolha.

Além disso, existem planos de valor mais elevado, que oferecem assistência em viagens internacionais.

Carência

A carência é o período que a pessoa precisa aguardar para começar a usufruir dos benefícios contidos no plano escolhido. Os períodos máximos são estabelecidos pela ANS, mas algumas empresas permitem a utilização antes do final deste prazo. Geralmente, isso acontece com consultas e exames mais simples, que costumam ser liberados 30 dias após o contrato.

Com relação às doenças que o beneficiário já tinha conhecimento antes da contratação, exames de alta complexidade, cirurgias e demais procedimentos só podem ser realizados após 2 anos.

Serviços de obstetrícia, por exemplo, exames de pré-natal e partos prematuros, podem ser realizados imediatamente. No entanto, em relação ao parto a termo, a gestante terá que aguardar 300 dias.

Coparticipação

A coparticipação acontece quando o beneficiário paga, além da mensalidade, uma porcentagem em cada consulta. Ao contrário do que muitos pensam, isso não significa que o pagamento está sendo feito duas vezes. Afinal, existe um teto estabelecido por cada operadora, sem contar que o valor de um plano com coparticipação costuma ser cerca de 20% mais barato do que um plano que não possui essa modalidade.

No entanto, essa opção não é muito vantajosa para quem utiliza muito o plano, como idosos ou recém-nascidos. Assim, a opção sem coparticipação é a ideal.

 

Como funcionam os reajustes?

Os planos de saúde contam com dois tipos de reajuste: pela faixa etária e pela inflação e variação dos custos médicos.

No primeiro caso, existem dez faixas diferentes e quando você migra de uma para a outra, o valor do plano aumenta. Acima de 59 anos, o reajuste para de ser aplicado.

Já no segundo caso, e planos por adesão, o reajuste ocorre anualmente, geralmente no mês de maio. Para os planos de CNPJ, a mudança ocorre sempre no aniversário do contrato.

A ANS estabelece uma porcentagem máxima de reajuste. Porém, esse novo valor é calculado com base na utilização da carteira de clientes das operadoras, o que faz com que o preço varie de uma empresa para outras.

Tipos de plano de saúde

Individual

O plano de saúde individual é destinado a uma pessoa, sendo assim, limitado a apenas um CPF. Dependendo da operadora, a cobertura pode ser regional ou nacional.

É uma ótima opção para quem trabalha de forma autônoma ou em uma empresa que não fornece plano de saúde empresarial.

Familiar

Neste tipo de plano, pessoas de uma mesma família fecham um único contrato, sendo atendidas na mesma rede credenciada. Para aderir ao plano, o titular deve ser pessoa física e incluir, pelo menos, mais duas pessoas ao contrato.

As limitações relacionadas aos dependentes variam de acordo com cada operadora. No entanto, a maioria exige comprovação de vínculo familiar e que os dependentes tenham idade máxima de 38 anos. Apenas o cônjuge não possui essa restrição.

Empresarial

O plano de saúde empresarial é um benefício que a empresa fornece aos seus colaboradores, que recebem assistência médica privada, com consultas, exames e internações.

Algumas empresas optam por pagar o valor integral do plano, enquanto outras pagam uma parte e descontam o restante da folha de pagamento do funcionário. Além disso, o plano pode ou não ter coparticipação, mas isso varia de empresa para empresa.

Existem diversos tipos de plano de saúde e, o mais importante: diversos aspectos que devem ser levados em consideração na hora da escolha. Por isso, é muito importante ler todas as informações detalhadamente e tirar possíveis dúvidas. Assim, você garante que fez a escolha certa para você e sua família!

Saiba mais

Contate um de nossos especialistas

Monte um seguro feito especialmente para você!

Seguro empresarial: o que é e quais as coberturas disponíveis?

Seguro empresarial: o que é e quais as coberturas disponíveis?

Confira detalhes sobre o seguro que protege seu patrimônio e os seus negócios

O seguro empresarial é a garantia de que o empresário não será pego desprevenido em caso de imprevistos que aconteçam relacionados à empresa. Ele abrange não só os bens, como os funcionários e outros fatores, dependendo da modalidade contratada. Desse modo, o dono da empresa será resguardado financeiramente e não precisará arcar com grandes despesas caso algo aconteça.

A seguir, falaremos sobre os tipos de seguro empresarial, coberturas, benefícios e outros pontos importantes para tirar todas as dúvidas que, normalmente, antecedem a contratação.

O que é o seguro empresarial?

O seguro empresarial tem como principal objetivo fornecer uma indenização ao segurado em caso de danos ocorridos com seu patrimônio – neste caso, seu negócio. É uma forma de proteger as operações de uma empresa, por meio da contratação de uma cobertura que esteja de acordo com todas as suas necessidades.

Dependendo da área de atuação da empresa, o seguro empresarial pode ser obrigatório.

Por que contratar um seguro empresarial?

Certamente, o investimento para abrir uma empresa não é nada baixo. O empresário tem que cuidar da infraestrutura, contratação de funcionários, marketing, registro de marca… Em suma, há muita burocracia e gastos envolvidos. Desse modo, contratar um seguro empresarial é garantir que tudo isso não vá por água abaixo caso algum imprevisto aconteça.

Se a seguradora for acionada, pode ter certeza que ela fará de tudo para cobrir os prejuízos e manter a empresa em funcionamento.

Coberturas disponíveis

Existem diversas coberturas disponíveis no seguro empresarial, permitindo que o empresário personalize de acordo com suas necessidades. Geralmente, elas abrangem desde os empregados até os bens físicos da empresa.

Sendo assim, quando ocorre algum dano físico à companhia, como incêndio, roubos e furtos, danos elétricos e mecânicos e desastres naturais, por exemplo, o seguro cobre todos esses prejuízos.

Além dos danos físicos, existem outros tipos de cobertura, como os planos de saúde em conjunto, seguro frota e seguro de responsabilidade civil, que permitem que o negócio se mantenha protegido e funcione sem impedimentos.

Seguro de vida empresarial

Fornece uma indenização ao segurado ou aos seus beneficiários, em caso de morte ou invalidez. Se não houver beneficiários, são os dependentes legais que recebem este valor.

Seguro saúde empresarial

Auxilia o funcionário com as despesas médicas referentes aos atendimentos, exames e procedimentos realizados na rede privada, podendo se estender também aos cuidados odontológicos.

Seguro de Responsabilidade Civil (E&O)

Também conhecido como E&O, o seguro protege a reputação da empresa e de seus funcionários por falhas cometidas no exercício de suas atividades. Essas falhas podem ocorrer por imprudência, negligência ou outras motivações.

Responsabilidade Civil de Executivos (D&O)

Proteção destinada aos gestores e altos executivos contra processos judiciais em decorrência de ações ou decisões tomadas de forma involuntária em seu exercício profissional. Assegura o pagamento de indenizações ou reembolsos – como custos de defesa em ações judiciais, prejuízos materiais, danos morais e restituição de imagem.

Seguro para eventos

Promove tranquilidade em ações corporativas, protegendo não só os convidados, como a equipe do evento.

As coberturas englobam desde danos a equipamentos e cancelamento do evento em função de fenômenos climáticos até explosões e incêndios, evitando prejuízos financeiros e protegendo a imagem da companhia.

Seguro para equipamentos

Proteção para os mais variados tipos de equipamentos da empresa, como computadores, câmeras fotográficas, instrumentos odontológicos, entre outros.

As coberturas englobam desde furtos e roubos até danos elétricos, garantindo que o desempenho da empresa não seja afetado em caso de imprevistos.

Seguro frota

Ideal para as companhias que possuem mais de quatro veículos, protegendo-os de acidentes, roubos, enchentes, incêndios ou danos a terceiros.

Com ele, a empresa recebe a assistência adequada, evitando prejuízos, possíveis ações judiciais, além de proteger os colaboradores responsáveis pela condução dos veículos.



Transporte de cargas

Garante a proteção da empresa em virtude de danos que venham a ocorrer com seu carregamento durante viagens terrestres, aéreas ou marítimas, nacionais ou internacionais, para importação ou exportação.



Risco de Engenharia

Garante proteção e segurança contra danos que aconteçam durante a execução de todos os tipos de obra civil. Compreende prejuízos causados a terceiros, incêndios, explosões, além de roubo e furto qualificado de equipamentos.



Garantia Judicial

Modalidade de seguro que surgiu como alternativa ao depósito judicial e à penhora de bens nos processos da esfera judicial. Pode ser utilizado nas ações cíveis e trabalhistas em geral, nas Execuções Fiscais da União, Estados e/ou municípios e em ações correlatas a débitos tributários.

Em resumo, o seguro empresarial é uma excelente alternativa para proteger o seu patrimônio e as suas operações. Com a contratação das coberturas adequadas, você e seus funcionários podem trabalhar com a tranquilidade de que não serão prejudicados em situações inesperadas.

Está esperando o que para contratar um seguro para o seu negócio? Fale com a Financier!

Saiba mais

Contate um de nossos especialistas

Monte um seguro feito especialmente para você!

Seguro residencial: proteja o seu maior patrimônio

Seguro residencial: proteja o seu maior patrimônio

Seguro residencial: proteja o seu maior patrimônio

Um imóvel é uma grande conquista na vida de qualquer pessoa. Afinal, ele foi fruto de muito esforço e dedicação. E é justamente por isso que é tão importante protegê-lo. O seguro residencial é uma das opções mais indicadas para proteger não só o seu patrimônio, como você e toda a sua família.

O que é o Seguro Residencial?

O seguro residencial é uma modalidade que protege o imóvel em diversas situações, garantindo indenização em caso de sinistros, de acordo com a cobertura escolhida. Além disso, ele garante apoio para eventuais problemas que possam aparecer no imóvel, como danos elétricos.  

Este seguro é considerado um produto muito acessível, principalmente quando comparado aos gastos que o proprietário teria para reparar danos que viessem a acontecer na residência.

Quais tipos de imóveis são contemplados?

O seguro residencial contempla não só casas de uso habitual, como casas de temporada, onde a pessoa vai para passar as férias, por exemplo. Assim, ele protege não só o imóvel, como os bens do proprietário.

Além disso, ele também pode ser contratado para imóveis alugados. Se contratado pelo inquilino, ele cobre apenas seus bens, deixando de fora a estrutura do imóvel. Já se o contrato for feito pelo proprietário, a cobertura é total.

Por que contratar um seguro residencial?

Como falamos anteriormente, adquirir um imóvel, seja ele comprado ou alugado, é uma conquista na vida das pessoas. E mais do que isso: um grande investimento em um patrimônio, que será também um de seus bens mais valiosos.

Assim, contratar um seguro residencial vai trazer a segurança e a tranquilidade que você precisa para a sua casa. Afinal, além de garantir que seus bens estejam protegidos de furtos e roubos, o seguro oferece coberturas para danos que aconteçam no imóvel, cujo reparo facilmente teria um custo mais alto do que o preço do próprio seguro residencial.

Coberturas oferecidas

O seguro residencial é personalizável, adaptando-se às principais necessidades do cliente. A cobertura básica, por exemplo, cobre danos por incêndio, explosão, fumaça e até queda de aeronave.

O segurado, então, pode ir adaptando essa cobertura de acordo com a localização e a estrutura do imóvel.

A seguir, trouxemos algumas das coberturas que podem ser contempladas pelo seguro.

Roubo e furto

Cobertura que protege contra subtração de bens por parte de criminosos que invadam o imóvel. Assim, se esses bens forem levados após uso de armas, ameaça, violência ou arrombamento, o segurado receberá indenização para cobrir o prejuízo.

Incêndio

Faz parte da cobertura básica de qualquer seguro residencial. A proteção pode ser acionada em casos de incêndio, explosões ou raios que prejudiquem a estrutura do imóvel.

Danos elétricos

É uma proteção muito importante, já que os aparelhos conectados à rede elétrica podem passar por problemas, como curtos-circuitos. Assim, a seguradora realiza o reparo do aparelho afetado ou, caso o dano seja irreversível, fornece a indenização.

Desmoronamento

Neste caso, são oferecidas as coberturas parcial ou total. A seguradora fica responsável pela reconstrução do imóvel caso haja risco de mais um desmoronamento e cobre despesas referentes à manutenção para impedir novos danos.  

Desastres naturais e batidas de veículos

A seguradora ainda pode ser acionada caso o imóvel seja danificado por algum desastre natural, como chuva de granizo, tornados ou vendavais. Além disso, a proteção também garante indenização caso ocorram batidas de veículos ou queda de aeronaves.

Responsabilidade Civil

É a cobertura que oferece suporte a terceiros – como seus vizinhos – por conta de danos que venham a ser causados por você, sua família ou seu pet, por exemplo.

Serviços emergenciais e assistências

São um grande diferencial deste tipo de seguro, principalmente porque alguns desses serviços acabam tendo um custo bastante elevado em comparação ao custo do próprio seguro.

São eles: chaveiro, eletricista, encanador, vidraceiro, reparo de eletrônicos e eletrodomésticos, entre outros.

Além disso, nunca sabemos quando vai acontecer alguma situação de emergência, como por exemplo, perdermos a chave de casa ou então queimarmos a resistência do chuveiro. Essa assistência fica disponível 24h por dia, facilitando a resolução de problemas que precisam ser solucionados de imediato.

Após a leitura deste artigo chegou à conclusão de que deseja contratar um seguro residencial? Entre em contato conosco que oferecemos as melhores soluções para você!

Saiba mais

Contate um de nossos especialistas

Monte um seguro feito especialmente para você!

Seguro viagem: proteção que te acompanha aonde você for

Seguro viagem: proteção que te acompanha aonde você for

Sabemos que viagens envolvem muitos preparativos, para não esquecermos de nada e aproveitar ao máximo nossos dias com tranquilidade e livre de imprevistos. No entanto, muitas pessoas tendem a não se preocupar com contratempos relacionados à saúde e acabam dispensando o seguro viagem.

Mas ele deve ser o primeiro item a ser levado em consideração em sua viagem, sabia? Afinal, além de garantir a sua segurança e bem-estar, o seguro viagem não te deixará desamparado caso aconteça algo inesperado. Assim, você poderá desfrutar da sua viagem com tranquilidade, sabendo que está protegido.

A seguir, vamos te contar em detalhes o por quê deste seguro ser tão importante.  

Por que contratar um seguro viagem?

A resposta é simples e rápida: para não passar sufoco, principalmente se o seu destino for a milhares de quilômetros de casa. Malas extraviadas, voos cancelados, emergências médicas… Tudo isso pode acontecer e você precisa se prevenir adequadamente para qualquer um desses imprevistos.

Além disso, alguns destinos internacionais tornam obrigatório o seguro viagem. Desse modo, se você não tiver um, não vai conseguir chegar ao seu destino.  

Como funciona?

O contrato do seguro viagem deve ser feito junto a uma seguradora e autorizado pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), responsável pela regulamentação das companhias de seguro. Geralmente, a validade da proteção se estende até o fim da viagem.

Este tipo de seguro protege o segurado contra situações que possam interferir no cronograma de sua viagem, das mais corriqueiras às mais graves. Desse modo, o contratante recebe assistência para que seu passeio não seja interrompido.

Mas é importante, antes de mais nada, conferir as coberturas disponíveis especificamente para o seu destino. Assim você garante que estará contratando a proteção adequada.

Principais coberturas do seguro viagem

Existem coberturas dos mais diversos tipos e que podem ser personalizadas de acordo com o que você precisa. Abaixo, trouxemos as principais:

– Cobertura de despesas médicas e com medicamentos;

– Acompanhamento em internações longas;

– Assistência odontológica 24h;

– Indenização em caso de morte ou invalidez permanente;

– Assistência funerária;

– Indenização em caso de cancelamento ou interrupção da viagem;

– Indenização em caso de extravio de bagagem;

– Despesas jurídicas.

Vale a pena contratar seguro viagem em destinos nacionais?

Se você acha que não há necessidade de contratar o seguro viagem para destinos nacionais… saiba que está enganado! Afinal, mesmo que você tenha plano de saúde com abrangência nacional, podem ocorrer outros imprevistos que vão além da assistência médica.

Você pode precisar de auxílio para localização de bagagem, pagamento de fiança, perda de documentos, regresso antecipado, entre outras situações. E imagine passar por isso em um lugar que você não conhece? Por isso, independente se sua viagem for nacional ou internacional, a contratação do seguro viagem é mais do que indispensável.

Vai viajar e ainda não escolheu o seguro que vai te mandar protegido? Entre em contato com a Financier que te ajudamos nesta decisão!

Veja mais

Contate um de nossos especialistas

Monte um seguro feito especialmente para você!

Por que contratar um seguro automotivo?

Por que contratar um seguro automotivo?

Conheça as vantagens da contratação de um seguro para o seu automóvel

A contratação de um seguro pode ser a melhor solução para você usufruir do seu automóvel com mais tranquilidade e segurança. Além de possuir cobertura nacional, ele te protege contra roubos e furtos e, dependendo da modalidade oferecida, te dá assistência 24h, carro extra, entre outros benefícios.

No texto de hoje, falaremos mais detalhadamente sobre as vantagens de contratar um seguro automotivo. Afinal, ao proteger seu carro, você também estará protegido!

O que é o seguro automotivo?

É um tipo de seguro em que a seguradora tem a obrigação de cobrir as necessidades do proprietário do veículo no caso de alguns prejuízos, desde que especificados nas cláusulas do contrato.

Geralmente, as modalidades cobrem arranhões, amassados, roubos, furtos, problemas mecânicos ou qualquer outro fator que afete seu bom funcionamento.

O contrato é estabelecido da seguinte forma: o proprietário do veículo paga um valor à seguradora que, por sua vez, utiliza esse dinheiro para realizar os sinistros, quando necessário.

Tipos de seguro

No Brasil, existem dois tipos de seguros disponíveis. O seguro obrigatório, ou DPVAT — Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres, e o seguro facultativo. Este último garante indenização em caso de acidentes, roubos, furtos, danos causados a terceiros, entre outros, dependendo da modalidade escolhida.

O seguro facultativo, por sua vez, se divide em seguro para pessoa física e para pessoa jurídica. O primeiro caso diz respeito ao veículo utilizado para fins pessoais, e o segundo, para fins profissionais.

Dependendo da seguradora, quando um profissional tem o veículo roubado, ela fornece um carro reserva até o novo ser providenciado.

Vantagens de contratação

É claro que o principal deles é proteger você, sua família e seu patrimônio, além de evitar gastos inesperados. No entanto, existem diversos outros benefícios que justificam a contratação de um seguro para o seu automóvel.

Proteção contra roubos e furtos

Se o segurado tiver o carro roubado ou furtado e não conseguir recuperá-lo, ele terá o valor reembolsado pela seguradora. Essa é uma das principais vantagens, pois garante mais segurança, principalmente para quem utiliza o carro com mais frequência.

Comodidade

A cobertura de um seguro oferece muita comodidade ao segurado, já que abrange diversos serviços. Atendimento em território nacional, suporte hospitalar em caso de acidentes e pagamento de prejuízo causado pelo segurado a terceiros são alguns exemplos.

Segurança

Utilizar seu carro com segurança e tranquilidade está garantido quando você contrata um seguro auto. No caso de roubos, furtos e acidentes, a seguradora se responsabiliza pelos danos e você não é pego desprevenido financeiramente.

Suporte 24 horas

Uma das maiores vantagens é o atendimento contínuo que este tipo de seguro oferece. Assim, se qualquer um dos danos cobertos vier a ocorrer, você receberá o suporte necessário, independente de horário.

Além disso, algumas seguradoras oferecem serviços de manutenção preventiva do automóvel. Desse modo, o veículo recebe todos os cuidados necessários para minimizar as chances de apresentar defeitos ou falhas mecânicas.

Guincho para reboque

Esse serviço garante apoio imediato caso seu veículo sofra algum problema mecânico ou se envolva em acidentes. Basta você acionar a seguradora e, prontamente, enviarão o reboque para auxiliá-lo.

Proteção contra danos causados por terceiros

Infelizmente, quando o assunto é trânsito, imprevistos são muito comuns. É aquela velha frase: dirigimos por nós e pelos outros. Portanto, se o seu veículo sofrer algum prejuízo causado por outro motorista, o seguro pode cobrir tanto o seu automóvel, quanto o dele. Sem dúvidas a melhor saída para evitar gastos adicionais.

Viu como um seguro automotivo é fundamental para a proteção do seu veículo e, principalmente, de você e da sua família? Fale com a Financier que iremos te ajudar a garantir a proteção mais adequada para você.

Veja mais

Contate um de nossos especialistas

Monte um seguro feito especialmente para você!

Seguro aluguel: a garantia para uma moradia tranquila

Seguro aluguel: a garantia para uma moradia tranquila

Hoje em dia, é muito mais simples alugar um imóvel, já que conseguimos fazer praticamente tudo online. Porém, muitas pessoas têm dúvidas no momento de apresentar uma garantia para a locação. É aí que entra o seguro aluguel, uma das opções disponíveis para esse fim. Continue a leitura para saber mais detalhes sobre o assunto.

O que é o seguro aluguel?

O seguro aluguel é a possibilidade de alugar um imóvel como alternativa ao fiador ou ao depósito caução. Desse modo, o inquilino paga um valor à seguradora, que garante seu aluguel, em caso de imprevistos.

É uma ótima opção para aqueles que querem evitar burocracias, tão comuns no processo de aluguel com fiador. Além disso, são uma garantia de que, caso aconteça algo fora de seu controle, o locatário não deixe de cumprir com o aluguel.

Como funciona 

O seguro aluguel pode ser contratado em uma seguradora ou corretora de seguros. O inquilino deve entrar em contato e apresentar a documentação exigida. Normalmente, solicitam:

– RG e CPF;

– Comprovante de residência;

– Declaração de Imposto de Renda;

– Extrato bancário dos últimos três meses;

– Cópia da carteira de trabalho.

Se a análise de crédito for aprovada, o inquilino assina a apólice do seguro e realiza o processo de locação. Desse modo, se a pessoa não cumprir com os aluguéis, a seguradora ficará responsável por este pagamento.

O seguro aluguel possui diferentes tipos de cobertura. A mais simples cobre apenas a inadimplência por parte do inquilino. As mais completas podem cobrir outros custos, como: IPTU; valor do condomínio; contas de serviços, como luz e água; danos ao imóvel e multa por quebra de contrato.

A cobertura é destinada a quais tipos de imóveis?

O seguro aluguel pode ser utilizado na locação de imóveis residenciais, não-residenciais, como escritórios e consultórios, e comerciais.

Antes, sua duração era de apenas 12 meses. Porém, a Superintendência de Seguros Privados (Susep), por meio da Circular Nº 587, de 10 de junho de 2019, determinou que a validade deve ser proporcional ao prazo do contrato de aluguel do imóvel.

Com esta nova norma, caso o inquilino não pague as parcelas à seguradora, esta deva comunicar o ocorrido ao dono do imóvel. Assim, o pagamento pode ser feito pelo proprietário, para que o seguro continue em vigência, e negociar posteriormente esses valores com o inquilino.

No entanto, se a situação não for regularizada, o proprietário pode solicitar uma ação de despejo, conforme detalhado na Lei do Inquilinato.

Benefícios

– Sem necessidade de fiador ou caução;

– Menos burocrático;

– Contratação muito mais ágil;

– Garantia em caso de imprevistos;

– Cobertura de custos de moradia, dependendo da cobertura escolhida.

Se você deseja contratar um seguro aluguel, mas ainda possui dúvidas em relação aos tipos de cobertura e funcionamento, entre em contato com a Financier que te ajudamos!

 

Veja mais

Contate um de nossos especialistas

Monte um seguro feito especialmente para você!

Seguro pet: proteção adequada para o seu melhor amigo

Seguro pet: proteção adequada para o seu melhor amigo

Saiba mais detalhes sobre a proteção feita especialmente para o seu animal de estimação

O seguro de vida não se restringe apenas aos seres humanos, sabia? Afinal, nossos animais de estimação também merecem receber todos os cuidados para que tenham uma vida feliz e saudável.

No entanto, a saúde acaba sendo um dos maiores gastos com os nossos pets, principalmente quando acontece algo fora do nosso planejamento. É por isso que o seguro pet pode ser a melhor solução para garantir os cuidados com o seu animalzinho sem prejudicar o seu orçamento.

O que é o seguro pet?

O seguro para pet é similar ao oferecido aos humanos. Da mesma forma, ele se divide em seguro de vida, quando o tutor recebe uma indenização em caso de acidentes ou morte do animal, e plano de saúde, que oferece diversas opções de coberturas.

Porém, na hora de definir a melhor escolha para você, é importante levar em consideração o seu orçamento e as suas prioridades. Afinal, existem diversas opções no mercado, com uma enorme variação de preços.

Hoje em dia, alguns seguros podem estar vinculados ao seguro bancário, residencial ou a planos de saúde que possuam convênios com clínicas veterinárias.  

Por que contratar um seguro pet?

Assim como nos planos de saúde para humanos, ter um para o seu pet te ajudará a ter assistência em imprevistos e um maior controle de gastos. Abaixo, trouxemos alguns motivos para a contratação.

Assistência emergencial

Nunca sabemos o que pode acontecer com os nossos bichinhos, principalmente se eles tiverem idades mais avançadas. Uma cirurgia de emergência ou um tratamento mais sério podem sair muito caros, já que envolvem medicamentos, anestesia, consultas, internações e até outros procedimentos.

Portanto, ao contratar um seguro pet, você terá cobertura para todos esses gastos emergenciais, sem prejudicar seu orçamento.

Prevenção a doenças

Garantir que seu pet esteja livre de doenças é fundamental para evitar o aparecimento de casos mais sérios e que possam comprometer a sua saúde. Assim, os planos oferecem consultas, vacinas e exames, possibilitando uma avaliação completa e checkups regulares.

Desse modo, você mantém a saúde do seu animal em dia, e possibilita que ele viva com mais qualidade de vida e por mais tempo.

Benefícios

Geralmente, um seguro pet pode variar de R$ 40 a R$ 300 por mês. Por isso a importância de definir o orçamento disponível para o serviço.

Abaixo, trouxemos algumas coberturas que costumam estar presentes dentro desse orçamento:

– Consultas veterinárias, inclusive a domicílio;

– Exames laboratoriais e de imagem;

– Internações;

– Vacinas;

– Procedimentos cirúrgicos, incluindo anestesia local, injetável e inalatória;

– Serviços odontológicos;

– Descontos em serviços, como banho e tosa, hotelzinho, taxi-dog, etc.

 

Como realizar a contratação de um seguro pet?

Para contratar um seguro pet, é fundamental dar uma olhada nas opções disponíveis no mercado e as coberturas que são oferecidas. A contratação, inclusive, pode ser feita de forma totalmente online, dependendo da seguradora.

Quer contratar um seguro saúde para o seu animalzinho? Entre em contato com a Financier que te ajudamos a escolher a opção adequada.

Veja mais

Contate um de nossos especialistas

Monte um seguro feito especialmente para você!

Seguro de vida: o que é e como funciona?

Seguro de vida: o que é e como funciona?

Saiba detalhes sobre o seguro de vida e descubra qual é o ideal para você

A maior certeza que temos em nossa vida é: imprevistos acontecem. E é fundamental que estejamos preparados para lidar com essas adversidades, além de proteger nossos entes queridos. É para isso que serve o seguro de vida.

Em poucas palavras, um seguro de vida fornece uma indenização ao segurado ou aos seus beneficiários, em caso de morte ou invalidez. Isso dependerá da cobertura escolhida.

Para entender como funciona o seguro de vida, conhecer seus benefícios e as opções disponíveis, continue a leitura.

O que é o seguro de vida?

Um seguro de vida é basicamente um contrato feito entre o titular e a seguradora, garantindo que sua família e seus dependentes – os beneficiários – fiquem protegidos financeiramente caso aconteça algum dos eventos previstos na apólice.

Em caso de morte do titular, os beneficiários escolhidos no momento da contratação recebem uma indenização. Se não houver beneficiários, são os dependentes legais que recebem este valor.

Para garantir a vigência do seguro, o segurado paga um valor mensal, semestral ou de uma só vez, dependendo da modalidade de pagamento escolhida.

Antes da contratação de qualquer seguro, é fundamental realizar uma leitura detalhada da apólice, que nada mais é do que o documento legal contendo os direitos e deveres do segurado e da seguradora. Se você tiver dificuldades, não tem problema! Um corretor pode te ajudar nisso.

O importante é se informar sobre o funcionamento completo do serviço e entender com clareza as coberturas que ele oferece antes de assinar o contrato.

Quais garantias um seguro de vida pode oferecer?

As garantias, ou coberturas, variam de acordo com as opções de seguro oferecidas pela seguradora. Porém, de modo geral, os seguros oferecem, obrigatoriamente, a cobertura por morte.

As demais proteções normalmente incluem:

  • morte acidental;
  • invalidez permanente total ou parcial, por acidente ou doença;
  • despesas médicas, hospitalares e odontológicas;
  • diárias por incapacidade temporária;
  • diárias por internação hospitalar;
  • diagnóstico de doenças graves.


Tipos de seguro

Existem diversos tipos de seguro, cada um com coberturas e características específicas. O ideal é analisar as opções com calma para encontrar o mais adequado para você.

Individual

É a cobertura mais tradicional. Caso o titular venha a falecer ou sofra algum tipo de invalidez, seus beneficiários recebem uma indenização.

Familiar

É quando a proteção também é aplicada aos familiares. Desse modo, se algo acontecer com eles, o seguro é acionado.

Resgatável

Seguros resgatáveis são aqueles em que você pode retirar parte do valor que foi pago à seguradora.

É bem similar ao seguro tradicional. No entanto, no momento da contratação, o titular escolhe um prazo para pagar pelo valor total do seguro. Quando esse prazo terminar, ele tem a possibilidade de resgatar um valor.

Em grupo

Normalmente é contratado por empresas, entrando na lista de benefícios aos seus colaboradores.

Temporário

É similar ao tradicional, porém com prazo de validade determinado e não é resgatável.

É indicado para jovens que ainda não acumulam bens e estão no processo de construção de seu patrimônio. Além disso, por cobrir um prazo menor, é mais barato do que um seguro vitalício.

Acidentes pessoais

Geralmente oferece cobertura para invalidez temporária e morte acidental. No entanto, o capital segurado pode ser mais baixo, assim como o valor do prêmio.

É recomendado para profissionais autônomos, já que, caso sofram invalidez, perderão sua fonte de renda.

O seguro de vida tem como principal função estar ao seu lado no caso de imprevistos. E é por isso que oferece tantas opções de cobertura, para que você não se sinta desamparado em momentos difíceis. Procure uma seguradora especializada na hora de contratar o seu. Afinal, ela vai te ajudar a entender todos os pontos do contrato e escolher o plano mais adequado. Caso precise de nossa ajuda, estamos à disposição! 😉

Veja mais

Contate um de nossos especialistas

Monte um seguro feito especialmente para você!